Buscador
Categoria: Filosofia

A sociedade perfeita. Estamos no caminho certo

A sociedade perfeita. Estamos no caminho certo

Faz exatamente um mês que ocorreu o confronto entre a polícia e os professores que reivindicavam melhores salários.

confront-policia-professor

A greve ficou marcada pela violência da polícia para conter os manifestantes.

Quando vi isso, me perguntava: quando a polícia faz greve por melhores salários, que ocorre com frequência, quem que bate neles? A perspectiva de uma sociedade melhor estava em baixa.

Então começamos a ser bombardeados por notícias de latrocínio. Em SP, três vítimas de piromaníacos em apenas dois meses. Hoje, entre as dezenas de notícias de violência, há a notícia de que o Castrinho, o comediante, e sua esposa passaram durante a madrugada por duas tentativas de assalto em menos de 1 hora no RJ, sendo essa última a caminho da delegacia para fazer BO da primeira. Nas duas houve disparo de arma de fogo e a segunda atingiu a mulher de raspão no rosto.

Alguns intelectuais defendem que a culpa desses latrocidas não é deles, mas sim da sociedade que condicionou essas pessoas a cometer esses crimes. Se esse pensamento estiver correto, então não podemos culpar a polícia violenta de nada, já que eles também são frutos da sociedade. O político corrupto também é fruto da sociedade. Concluímos que esses indivíduos cometem crime, mas não devem ser punidos pelos seus atos, porque a grande culpada é da sociedade.

Acompanhando esse raciocínio, a perspectiva que estava em baixa antes, tudo começa a melhorar. Vemos a luz no final do túnel.

Quando um criminoso é solto depois de 20 dias, reclamamos de impunidade. Na verdade, quando o bandido volta a ficar livre, quem está sendo punido é a sociedade.

É a chamada autoflagelação. A sociedade causa dor a si mesmo para esquecer da depressão, da dor mental que está sentindo.

E se você é religioso ainda tem mais.

A autoflagelação em algumas religião é uma forma de se purificar dos pecados. Tudo indica que a nossa sociedade vai para o céu das sociedades depois de morrer.

Mas não pense em você em se tornar um criminoso, se você já não era antes desse texto.

Se você pensou em fazer isso para garantir sua entrada no céu, esqueça. Quem vai pro céu é a sociedade, não o individuo.

Se você pensou em entrar para o mundo do crime para ajudar a sociedade a ir para o céu, também não é uma boa ideia. Como estudamos em economia, se muita gente começar a fazer a mesma função, a sociedade deixa de – isso mesmo – funcionar e vai a falência. A sociedade morre. Isso seria uma forma de suicídio da sociedade. Como suicídio é pecado em muitas religiões, a sociedade em vez de ir para o céu, iria para o inferno. E seria exatamente o oposto de sua intenção.

O correto aqui é você continuar trabalhando ou procurando emprego. Veja os políticos duplicando os próprios salários enquanto eles reduzem o da sua classe de trabalho. Faça greve e apanhe da polícia. Seja assaltado. Veja seus amigos, familiares e desconhecidos serem mortos por bandidos que acabaram de ser solto ou que nunca serão pegos. E durma feliz, sabendo que você está fazendo sua parte para a sociedade ter o seu lugar no paraíso!

Foto: Diogo Moreira/Frame/Estadão Conteúdo

Ciclo da energia elétrica e o funcionamento do mundo

Ciclo da energia elétrica e o funcionamento do mundo

Pensava eu sobre conversão de energia e desperdícios de força que a natureza nos dá de graça e cheguei a uma série conclusões óbvia e/ou interessantes.

Refletia que o ideal na relação homem x natureza é que nós homens conseguíssemos guardar as forças da natureza para uso futuro. Por exemplo. As vezes está ventando muito. Sentimos frio e fechamos a janela. Quando está calor, ligamos o ventilador para gerar o vento que rejeitamos da outra vez. Seria interessante que a energia elétrica utilizada para alimentar o ventilador tivesse sido gerada pelo vento que desperdiçamos.

Existe um tal de potencial energético que diz que uma hidrelétrica produz muito mais energia por metro quadrado do que uma estação de energia eólica. Mas não sei, teorizo que se todos os prédios tivessem seus próprios captadores de energia do vento, precisaríamos de menos hidrelétricas de grande porte.

Entrando na ala das conclusões óbvias, concluímos facilmente que a sina do ser humano é querer aquilo que ele não pode ter no momento. Na verdade, essa é a sina de todo reino animal, estamos com fome, com sede, com frio e temos que ir atrás daquilo. Podemo pensar também que quando temos aquilo que queremos, somos tão prontamente satisfeitos que não percebemos nossa satisfação. E ainda podemos pensar que o que diferencia o homem do animal é que o homem soube armazenar provisões.

Mas voltando ao assunto da energia, o ideal é que tivéssemos um captador de energia para cara recurso que dispensamos quando não queremos. Quando está aquela luz e calor de rachar do Sol, deveríamos ter um captador solar, que transformaria tudo em energia elétrica e futuramente aqueceria uma lâmpada incandescente para nos dar luz e calor (ou daria energia para uma lâmpada fria e um aquecedor). Ainda precisaríamos inventar captadores de energia baseado em frio e umidade do ar.

Então energia elétrica é a melhor forma que a humanidade encontrou como formato básico de energia. Percebemos que o problema do nosso sistema é que gastamos uma fortuna com energia elétrica para termos ventiladores, iluminação e chuveiro, enquanto desperdiçamos vento, luz solar e água da chuva.

Considerei a energia elétrica como unidade básica porque conseguimos converter ela em qualquer outra energia: calor, luz, frio, força mecânica, magnética e outros. Mas ainda existe outra forma de energia que é muito eficiente que é a humana. O homem consegue gerar vento, transportar pesos, aquecer e tudo aquilo que sabemos que podemos fazer.

Como converter energia elétrica em energia humana? Simples: Através da televisão, internet, rádio e cinema. O homem absorve energia elétrica através de entretenimento e converte em motivação da comodidade de sua casa. Ir ver jogo em estádio ou um concerto ao vivo gasta muito energia e dinheiro, não valendo a pena. O trabalhador, na sua jornada de trabalho diária, gasta toda a motivação que ele armazenou na sua bateria durante a noite anterior.

Depois dessa análise de conversão de energia, o mais bizarro é se perguntar até onde a manipulação das massas através das mídias é maléfico. O bizarro é se perguntar isso tendendo a acreditar que não é tão ruim assim. Lógico que quem sai ganhando no nosso sistema são os oligopólios, mas imaginem como um estado poderia entrar em colapso independente da sua forma de economia.

Não me aprofundei ainda mais no assunto, mas a partir de simples análises de conversões energéticas, de evitar desperdício de forças/ energias da natureza, aparentemente conseguiríamos explicar coerentemente o funcionamento da sociedade humana.

Será que somos apenas vagões de carga de um grande sistema de conversões de energia?

Frases do facebook

Frases do facebook

Esses dias circulou no facebook: “Grande campanha pela vida: cada um cuidando da sua. Participe você também.”
Então pensei bem e vi que só tem um jeito disso dar certo:
1) Todo mundo tem que participar! Vamos mandar e-mails, colar cartazes e tocar as campainhas para convencermos a todos a aderir.
2) Um vigia o outro e tem como dever censurar o próximo que cometer um deslize.

Data 11/11/11 não é cabalística.

Data 11/11/11 não é cabalística.

Se 11 de Novembro de 2011 fosse cabalístico, seria da cabala.

Se fosse da cabala, seria hebreu.

Se fosse hebreu, hoje seria dia 14 do oitavo mês (Heshvan) do ano 5772. Ou seja: 14/08/5772, nada de enigmático nos números.

Veja esse site maneiro com conversor de calendários. Digite a data em formato inglês (ano-mês-dia): 2011-11-11 e escolha para converter para todos os formatos.

Temos o calendário hindu, asteca, hebreu, japonês tradicional, juliano, etíope, islâmico e até o revolucionário francês.

Isso mesmo! Por mais que muitos acreditem que todas as religiões do mundo sejam baseadas no catolicismo e/ou cristianismo isso não é verdade.

Essa é a curiosidade de hoje. O cristianismo não acredito em magia, mas só as pessoas de países cristãos, com seu calendário oficial gregoriano (o nosso), tendem a acreditar que hoje é um dia mágico.

Idiotas pela rede toda

Idiotas pela rede toda

A pergunta do por quê que os macacos ainda existem se o homem evoluiu do macaco é tão idiota quanto a afirmativa de que sempre que você disca um número errado por engano, a pessoa sempre atende.

O incrível é que há MUITAS pessoas que dizem:

– “É meesmo! ”

– “Nosssa, nunca pensei nisso!”

Incitação de violência no esporte e a falta de moral no mundo.

Incitação de violência no esporte e a falta de moral no mundo.

Quando jogador de futebol incita violência, mandando a torcida adversária ficar calada eles devem ser punidos com cartão amarelo.

Claro que a arbitragem e os órgãos reguladores são muito arbitrários. Tem desde o caso do Cristian do Corinthians que comemorou o gol mostrando o dedo do meio e não aconteceu nada com ele até o caso do Neymar que comemorou o gol vestindo uma máscara com o próprio rosto estampado e foi advertido. São apenas dois casos mais recentes entre infinitos outros.

Mas na verdade o que quero falar é sobre a imprensa. E quando eles incitam violência? Não acontece nada?

É assustador como a mídia impressa tem esse poder. Vejam a comparação abaixo de dois dos maiores portais de esporte da internet brasileira:

Enquanto UOL publica Roger diz que o líder Corinthians ‘não tem nada de mais’ em campo, o Globoesporte publica ‘O Corinthians é uma equipe forte, mas não tem nada de mais’, diz Roger.

São a mesma matéria sobre a mesma declaração, mas uma frase oculta pode deixar a chamada mais polêmica ou não. Vejam essa então sobre o Palmeiras:

No UOL Felipão desafia a organizada: ‘eu não tenho medo’, e no Globoesporte: Felipão encara os críticos do time: ‘Não tenho medo. Pode vir’.

Quando todos sabemos que as organizadas são compostas por bandidos, quando sabemos que eles conseguem acessar facilmente o ambiente de trabalho dos profissionais do clube, o correto é não criar polêmica. É que vale muto ter altas taxas de cliques no sites.

E o que fazer para evitar dar essa chance para o azar? Não precisa de censura. Apenas bom senso.

Falando em censura, depois de ter umas 2 ou 3 vezes o blog retirado do ar, o Blog do Paulinho, teve a façanha de sofrer bloqueio agora através do servidores de acesso. Uma ação judicial está obrigando aos provedores a negarem acesso ao blog. Algo como a China faz. Até então só quem acessa a internet pela NET, que é da Globo, não consegue visualizar o site. Felizmente há táticas para acessarmos o blog: http://anonymouse.org/cgi-bin/anon-www.cgi/http://www.blogdopaulinho.net. Se você não conhece o blog, é de um repórter que expõe um ponto de vista muito interessante sobre o mundo do futebol.

Voltando ao caso do nível da editoração dos nossos portais brasileiros, mais uma vez culpo a moral. Não importa quantas leis existam e forem criadas enquanto não haver moral na humanidade. Aqui no Brasil, tudo se faz por dinheiro. Não culpo isso, mas isso é feito de forma errada. Acho o capitalismo o melhor sistema que existe. Ele que te permite comprar a guitarra dos seus sonhos, o videogame dos seus sonhos e a casa dos seus sonhos e permite que esses produtos existam. Com a falta de moral, nem a mais igualitária do sistema sociais funcionaram. Quem dirá então o anarquismo.

Quando discutíamos sobre ética e moral da escola e na faculdade, achava uma baboseira. Hoje vejo a falta de moral como o problema principal e insolúvel da humanidade.

Comparativo Fanático Religioso x Psicólogo

Comparativo Fanático Religioso x Psicólogo

Andei pensando. Os dois são muito parecidos.

O ponto comum mais forte é que eles se acham no direito de dividir as pessoas entre boas e ruins. Eles reagem em relação a essas pessoas da seguinte forma:

O fanático religioso diz: “Taoísta?!?! Você é o filho do cão!”

O psicólogo diz: “Então você gosta de usar meias pretas com bermuda. Você é um sociopata!”

Porém, apesar de muito parecidos, eles têm uma diferença:

Primeiro o fanático religioso converte, depois ele cobra a renda.

Já o psicólogo cobra para ‘converter’ a pessoa em uma pessoa boa.

Conclusão

Os psicólogo são mais honesto capitalistamente, mas historicamente, as igrejas dos fanáticos religiosos tem sido mais eficiente capitalistamente. Portanto, se estiver estudando psicologia para ganhar dinheiro, pense na alternativa de abrir uma igreja.

Pseudorredundâncias

Pseudorredundâncias

Permanecer significa ficar por um tempo. Se manter em algum lugar. Por exemplo: Tempo de permanência máximo 15 minutos ou fique por um tempo máximo de 15 minutos.

Agora Permanente significa alta durabilidade tendendo ao infinito.

Permanecer permanentemente em algum lugar, parece redundância, mas não é.

Se querem referências bibliográficas, vocês devem pesquisar. Obrigado.

Ame os nerds

Ame os nerds

Todos zoam os nerds. Desde que o termo foi cunhado, o nerd sempre foi alvo de tiração de sarro.

Foi então que comecei a perceber, a mais bem sucedida indústria cinematográfica do mundo, Hollywood, começou a exportar cada vez mais filmes de nerds quem crescem e se vingam dos atletas da escola. Concebi: “os nerds dominaram a indústria dos filmes!”

Eles estão na direção dos filmes, nos roteiros, na produção, em tudo de filmes e seriados!

Você gosta do seriado Smallville e do filme do Wolverine? São produzidos por nerds baseadas em histórias em quadrinhos que nerds criaram e produziram. E não par por aí!

Você gosta de navegar na internet? Foi um nerd que fez!

Você gosta de videogames, iphone, laptop? Foi um nerd que fez! A energia elétrica também foi um nerd que conseguiu controlar e depois produzir.

Ah não. Você é daqueles que gosta de carros e motos? Foi um nerd que fez!

Ou você é mais esportista!? Futebol, Copa do mundo?! A camisa dryfit, a bola jabulani… isso mesmo. Foi um nerd que fez!

Só tem uma coisa que o nerd não fez e que amamos. Sexo. Mas não fique aliviado tão rapidamente. O esmalte, o brilho labial, a chapinha, a prótese de silicone, tudo inventado ou desenvolvido por nerds. Tem toda a parte da medicina que passa pela mãos dos nerds.

Quer viver num mundo não nerd?! Vire eremita e transe com animais.

Não sou nerd, mas reconheço a importância de um.