Análise técnica de Bitcoin usando retração de Fibonacci

Análise técnica de Bitcoin usando retração de Fibonacci

Pode-se dizer que análise técnica é o estudo do mercado através dos sinais que o próprio mercado emite. Vários fatores podem influenciar o mercado (demanda, expectativas, sentimento do mercado, notícias, rumores, manipulação, especulação, entre outros).

Sabe-se que o preço do mercado movimenta-se em tendências, podendo ser ela uma tendência de alta, ou uma tendência de baixa e que o futuro repete o passado como pode-se observar na figura abaixo.

01 - Tendências

É possível perceber na figura 1 que o gráfico vinha apresentando uma tendência de alta seguindo a linha azul. Pode-se identificar isso a partir do momento em que é formado um novo fundo (1) onde um determinado preço para de cair podendo o mesmo fazer um movimento lateral, ou apresentar um movimento para cima, e um novo topo (2) onde um determinado preço para de subir podendo o mesmo fazer um movimento lateral, ou parar de cair. O próximo movimento do mercado em tendência de alta será um teste no fundo anterior, nesse caso o fundo (1). Nota-se no gráfico que o teste do fundo (1) falhou e não rompeu o preço para baixo formando um novo fundo (3) após esse teste os preços voltaram a subir. O próximo movimento do mercado ainda em tendência de alta será um teste de topo anterior, no caso o topo (2). Nota-se no gráfico que o topo (2) foi testado e rompido fazendo uma nova máxima de preço e formando o topo (4). Logo pode-se concluir que a tendência de alta acontece quando um teste de fundo falha e o topo anterior é rompido fazendo assim uma nova máxima.

Ainda na figura1 após a formação do topo (10), o mercado vem pra testar o fundo (9) e acaba por rompe-lo fazendo um nova mínima representada pelo fundo (11). Após essa nova mínima o mercado vai fazer o teste do topo (10) e acaba por não conseguir rompe-lo formando assim o topo (12) que agora não fez um nova máxima, logo podemos entender que a tendência está revertendo. O próximo movimento do mercado é o teste do fundo (11). Como pode-se observar o fundo (11) é rompido fazendo assim um novo fundo (13) com o gráfico agora em tendência de baixa. Com isso pode-se concluir que a tendência de baixa acontece quando um teste de topo falha, e após esse teste o preço faz uma nova mínima em relação ao fundo anterior.

Existem algumas maneiras para identificar esses topos e fundos e com isso observar um possível ponto de entrada, ou de saída de uma operação. Uma dessas maneiras é usando a retração de Fibonacci. (Obs. Não vou explicar o que são os números de Fibonacci, mas peço que pesquisem pois é muito interessante.)

Vou dar um exemplo prático para que fique mais fácil entendimento do movimento de retração.

Após um movimento de alta onde identificou-se um fundo (1) e um topo (2) com o gráfico em tendência de alta, é possível traçar uma retração de Fibonacci, ou seja, a volta do movimento (ponto 1 até o ponto 10) a uma condição anterior. Os números mais usados na retração de Fibonacci são: 38,2%, 50% e 61,8%, ou seja, após identificar a diferença de preço entra um fundo e um topo, a retração desse valor tendem a atingir os valores da sequência de Fibonacci, como pode-se observar na figura 2.

02 - Retração fibonacci

Nota-se na figura 2 o uso da ferramenta de retração de Fibonacci. Observa-se que após a reversão de tendência no topo (2) os preços começaram a cair fazendo novas mínimas e utilizando as retrações de Fibonacci como linha de suporte (linha onde os preços tendem a sentir mais resistência para atravessar). A mais importante delas e a retração de 61,8% (linha amarela) que é exatamente onde o mercado faz um pequena reversão, o topo anterior é rompido, fazendo um nova máxima em relação ao topo anterior.

Essa ferramenta é normalmente encontrada nos Home Broker´s (plataforma de negociação de títulos mobiliários) das corretoras, onde é possível acompanhar o gráfico em tempo real e utilizar desse tipo de ferramenta.

Infelizmente eu não conheço nenhuma Exchange (corretora) de Bitcoin no Brasil que tenha esse tipo de ferramenta de análise gráfica. Portanto resolvi utilizar a retração de Fibonacci no gráfico na Exchange Bitcoin To You, a fim de estudar um pouco mais a respeito do que pode acontecer com o mercado de Bitcoins, e mostrar como funciona essa excelente ferramenta.

03 - Identificação topo e fundo

Na figura 3 a primeira coisa foi a  identificação de um fundo e um topo importante no gráfico. O fundo (suporte) fica localizado na casa dos R$ 950,00 que foi o preço mínimo do dia 18 de dezembro de 2013. O próximo passo foi identificar o topo (resistência) que encontra-se na casa de R$ 3549,00, máxima do dia 29 de novembro de 2013.

Após identificar esses dois pontos é possível traçar uma retração de Fibonacci. Em primeiro lugar deve-se fazer a diferença entra o preço do suporte e o preço da resistência.

R$ 3549,00 – R$ 950,00 = R$ 2599,00

Obteve-se o valor de R$ 2599,00. Esse valor é 100% do movimento de alta do gráfico.

Com esse valor em mãos agora pode-se identificar os valores da retração de Fibonacci (38,2%, 50% e 61,8).

R$ 2599,00 x 38,2% = 9938,18

R$ 9928,18 = 992,82
             100%

R$ 3549,00 – R$ 992,82 = 2556,20

38,2% = R$ 2556,20

 

R$ 2599,00 x 50% = 129950

R$ 129950 = 1229,5
        100%

R$ 3549,00 – 1299,5 = 2249,5

50% = 2249,5

 

R$ 2599,00 x 61,8 = 160618,2

160618,2 = 1606,18
   100%

R$ 3549,00 – 1606,18 = R$ 1942,8

61,8% = R$ 1942,8

Os valores obtidos com as equações são os valores que vão retrair a partir do topo (R$ 3549,00) do gráfico como pode-se notar na figura abaixo.

04 - Retração 1

Observa-se na figura 4 que após tocar a linha de resistência (R$ 3549,00) no gráfico do dia 29 de novembro de 2013, os preços começaram a cair e durante 7 dias tiveram como ponto de suporte a linha azul que representa a retração de 38,2%. Após o rompimento desse ponto de suporte (R$ 2556,2) do dia 6 de dezembro houve uma queda brusca no preço do Bitcoin até a linha de 61,8% (R$ 1942,8) e durante 2 dias esse suporte foi rompido, porém o mercado não teve força para continuar caindo. No dia 9 de dezembro de 2013 o preço faz um nova máxima e fecha colado na linha de 50% (R$ 2249,5). No dia 10 de dezembro o preço de abertura do pregão é próximo ao valor da linha de 38,2%. Após esse dia os preços passaram a fazer novas mínimas a cada dia, até que no dia 16 e 17 de dezembro de 2013 o preço do Bitcoin rompe o suporte de 61,8% e vai testar o fundo de R$ 950,00, no dia 18 de dezembro e falha na missão.

Logo no dia seguinte o preço faz nova máxima e passa a dar sinais de que quer romper a linha de 61,8%. Isso acontece nos dias 2, 3 e 4 de janeiro de 2014. No dia 5 o preço rompe a linha de 50% e no dia 6 faz uma nova máxima de R$ 2500,00, mesmo preço da mínima do dia 1 de dezembro de 2013.

No dia 7 de janeiro de 2014 o preço fez novo fundo e foi lá embaixo, ficou lateralizando entra as linhas de 50% e 61,8%, ficando sempre próximo à linha de 61,8%. Durante 30 dias foi isso o que aconteceu no mercado.

Nos dias 7 e 8 de fevereiro o preço rompe de fato a linha de 61,8% e vai novamente testar o fundo dos R$ 950,00.

Após esse movimento do mercado, agora temos um novo fundo (R$ 1099,00) e um novo topo (R$ 2500,00) onde é possível fazer um retração de Fibonacci só que agora ao contrário.

06 - Novo topoVamos aos cálculos:

R$ 2500,00 – 1099,00 = 1401,00

38,2 = R$ 1099,00 + 535,18 = R$ 1634,18

50% = R$ 1099,00 + 700,5 = R$ 1799,5

61,8% = R$ 1099,00 + 865,82 = R$ 1964,82

07 - Retração 2Quando colocados no gráfico esses valores mostram um ponto onde o preço do Bitcoin pode voltar caso o fundo de R$ 950,00 não seja rompido.

Na minha singela opinião o Bitcoin encontra-se em tendência de baixa pois vem fazendo novas mínimas a cada dia, inclusive o fechamento de hoje 27 de fevereiro de 2014 foi menor que o do dia anterior. Porem acredito que o preço ainda fica lateralizando por mais um tempo antes de dar sinal para onde vai seu movimento de tendência.

O que eu quis mostrar com esse estudo é que os movimentos futuros repetem os movimentos passados, e que usando os números de Fibonacci é possível ter uma ideia de como esse movimento vai se comportar.

Resolvi fazer essa análise pois gosto muito de análise técnica e também gosto da ideia do Bitcoin como um novo tipo de moeda descentralizada. Porém hoje eu não me arriscaria fazer trade com Bitcoin, pois ainda não temos as ferramentas necessárias para analisar o gráfico com mais precisão, mas acredito que as corretoras brasileiras de Bitcoin estão correndo atrás disso para melhorar a vida de quem gosta de investir.

Estou à disposição para qualquer dúvida. Meu facebook é:

www.facebook.com/thiago.fmesquita

2 thoughts on “Análise técnica de Bitcoin usando retração de Fibonacci

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.