Lógicas advocatícias

Lógicas advocatícias

Nos EUA uma empresa processava uma senhorinha de 70 anos por ter baixado conteúdo com direitos autorais. O conteúdo diga-se de passagem era pornográfico.

A senhorinha disse que nunca tinha ouvido falar em BitTorrent e que a rede wireless dela não tinha senha. Mesmo assim, segundo o UOL:

Os advogados da empresa prosseguiram com a acusação, com o argumento de que ela era corresponsável pelo crime, ao deixar sua rede Wi-Fi desprotegida, “tal qual um pai que deixa uma arma carregada ao alcance de uma criança”.

Se nesse caso, a lógica é válida, os advogados deveriam processar também quem inventou a rede wireless, quem inventou a internet, quem inventou o BitTorrent, quem disponibilizou o programa para download, quem disponibilizou o arquivo para download e também o Estado, por permitir que esse produtos sejam inventados, desenvolvidos e vendidos. Afinal, todos são corresponsáveis.

Bom, no fim, o pessoal desencanou do processo por ter encontrado o responsável pelo download. O que me faz concluir que se não tivesse encontrado, continuariam com o processo.

Se eles ganhassem, nós, o povo, teríamos que pressionar os fabricantes de roteadores wireless a obrigar uso de senha.

Veja a matéria completa do UOL aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.