Análise de propaganda: Vivo/Estagiário

Análise de propaganda: Vivo/Estagiário

A Vivo lançou uma nova campanha para os celulares smartphones com internet. Para tanto, decidiram fazer duas propagandas: A vida do estagiário sem o celular com internet e a propaganda do estagiário com o celular com internet.
Usando o estagiário como protagonista, entendemos que a propaganda é voltada para quem tem baixa renda e está interessado em comprar o primeiro smartphone.
Vejamos agora a primeira propaganda, sem o celular:
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=JKsHfOw8els]
Vejam que maneira interessante de fazer o seu público identificar. Quando precisa de informação na internet, a primeira coisa que você faz é sair de dentro da empresa e ir numa lan house. Se você é um estagiário tão importante que precisa participar da reunião de planos de expansão, o mínimo que você deveria ter é uma mesa com computador com acesso a internet. Concluímos então que a propaganda quer dizer: “Ei, idiota, preste atenção!”
Então vemos a solução do caso, com a segunda propaganda, com o celular:
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=GT9_hMYPYn0]
Aqui vemos mais uma exaustiva vez o foco no “jeitinho brasileiro”. A propaganda quer dizer: “Você que não estudou e quer se dar bem em cima de quem tem anos de experiência, diversas graduações acadêmicas, copie alguma ideia na internet, vamos lá, é fácil”.
A conclusão sobre todas essas análises de propagandas é muito clara: Você que quer vender, faça o cliente achar que ele está se dando bem em cima dos outros. Mesmo que sua intenção é vender seu produto ou serviço para todas as pessoas do mundo, faça ele entender que só ele tem. Nas propagandas da Vivo vemos que quando o rapaz não tem celular com internet todo mundo tem. A partir do momento que ele tem, ninguém mais tem. Tudo isso conflitando com a música do Bob Marley de trilha sonora bem na parte ‘Lets get together and feel alright’, algo como ‘vamos ficar junto e tudo vai ficar de boa’.
O oposto desse pensamento individualista virou justamente a tendência da propaganda e do comércio na atual década dos anos 10, que são a propaganda viral via mídias sociais e a venda coletiva. Elas são opostos porque no viral, o consumidor fala para todo mundo ‘nossa é muito bom, eu gostei tanto que acho que você também deveria ter”. Na venda coletiva, o nome já explica, tem que juntar muitos para dar um desconto e todo mundo sai ganhando.
Mas aparentemente a propaganda focada pro ‘brasileiro espertalhão’ ainda funciona muito, sem contar na corrupção do marketing viral, já que hoje temos agências e profissionais especializados em ‘viralizar’ nas mídias socias, forçando a ‘curtição’ e tudo mais.

One thought on “Análise de propaganda: Vivo/Estagiário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.