Solução para a fome coreana

Solução para a fome coreana

Olá! Sinto falta de todos vocês! Eu estive estadado num estado de ausência.

Mas volto com uma incrível informação para vocês que procuram solução para a fome coreana, já que minha solução para sanar a fome brasileira foi um sucesso de crítica e acabou chegando no Congresso e já será discutida no Senado na próxima terça-feira. Para ler meu post sobre o assunto, clique aqui.

Pois bem, ouvi dizer que a um certo tempo, uma das Coréias queria importar nossos cachorros de rua brasileiros para usá-los como alimento.  Como é sabido, os coreanos apreciam a carne de cachorro.

Mas alguma sociedade brasileira protetora dos cachorros de rua conseguiu vetar o projeto.

Hoje em dia, nos centros de zoonose caninas, chamado popularmente de canil público, não é mais permitido sacrificar animais. Como geram muito gastos, deixam o animal com pouca comida e pouca água para morrer ‘naturalmente’. Isso significa que a Sociedade Protetora dos Animais que Contraem Sarna, Raiva e Pulga, Além de Procriarem como Praga, que são Torturados com Bitucas de Cigarro, Buscapés e que são Deixados para Morrer Quando Capturados consegui uma vitória e tanto impedindo que os animais que literalmente sofrem como o cão pudessem ser sacrificados para uma causa maior que é alimentar seres humanos.

Tenho certeza que se houvessem milhões de gado de rua numa Coreia onde não se comia vaca e esses mesmo animais estivessem sofrendo, sendo deixadas para morrer nos Currais Públicos Coreanos e tentaríamos sem sucesso importá-las para fazermos costela, picanha e hamburguer, nós os chamaríamos de um povo subdesenvolvido que não respeita as diferenças culturais e que prefere deixar seus animais morrerem agonizando a permitir a alimentação de seus irmãos seres humanos.

Portanto libertem os cachorros de rua brasileiros! Eles querem servir a uma causa maior!

E nunca mais veremos cachorrinhos bonitos sofrendo a nossa volta!

4 thoughts on “Solução para a fome coreana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.