Pobres humanos

Pobres humanos

Estréio aqui a mais nova categoria do Aleatorica: “Filosofia”.

Pensava como são pobres os humanos. Vejam bem que estranho:Quando acordam cedo, reclamam. Quando quebram o pé, reclamam. Quando lhe faltam dinheiro, reclamam. Quando acordam tarde, tem os pés saudáveis e são ricos, reclamam. Por que tanta reclamação?

E não adianta reclamar, porque todos nós reclamamos.

Seria esse o sentido da vida? Seria essa a felicidade do homem o ato de reclamar? Ou será que deveríamos ir mais a fundo? Por que se reclama? Por que se esperava algo que não foi o obtido?

Então a raíz da infelicidade humana é a criação de expectativa. Tudo o que fazemos, criamos uma expectativa. Por exemplo, compramos uma lamborghini, achamos que vamos ser os mais felizes do mundo e zás! IPVA de 200 mil reais. Isso certamente será convertido em reclamação.

Mas por que criamos tanta expectativas? Seriam culpas das propagandas e do cinema? Sim, possivelmente. Mas entramos num ciclo, porque possivelmente as propagandas e o cinema foram criados para suprir a infeliciade humana.

Pensando nisso, eu reparei que como consumimos produtos que não tem nada a ver conosco. Filmes de colégios americanos são sempre os mesmos: Armários nos corredores ambientam um lugar dividido entre os nerds e os populares, que são os jogadores de futebol e as líderes de torcida. As pessoas que escrevem no jornal da escola também são legais.

Aqui no Brasil não temos armários nos corredores.  Os jogadores de futebol normalmente estão na escola porque ganham bolsa, não há torcida e quem escreve no jornal da escola são os nerds.

Mas tudo isso acaba com a crise de 1 trilhão de dólares do EUA. Quem vai exportar tantos filmes? Só se for a Índia, que já tem seu próprio rambo.Então admiraremos limpar a bunda com a mão esquerda.

Conclusão filosófica sobre o assunto: filosofia nunca conclui nada.

Conclusão objetiva sobre o assunto: os humanos têm uma péssima expectativa, os brasileiros são idiotas, devemos investir no cinema nacional e não assistam o filme 13º andar de 2008, a não ser que vocês queiram ver um filme de suspense que se transforma num filme de terror e depois num de comédia e não é bom em nenhuma das três categorias.

2 thoughts on “Pobres humanos

  1. Conclusão sobre suas conclusões, por que os malditos humanos tem que ver um sentido nas coisas que desconhecem?
    Se houvesse sentido, não seriam novidades ou desconhecidas.
    Malditas sejasm as conclusões.

  2. Realmente você tem toda a razão sobre conclusão sobre algo que desconhecemos. Mas minha conclusão não foi sobre o desconhecido e sim sobre o que conheci durante minha jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.