Perigo da automedicação

Perigo da automedicação

Quero falar sobre o perigo da automedicação. Isso é terrível. Inclusive existem leis que obrigam os farmaceuticos a só venderem remédio sob orientação médica. E vejam bem, orientação médica quer dizer que o remédio deve ser prescrito por um médico, não por um farmacêutico.

O caso é que o governo não consegue controlar remédios caseiros. Por exemplo: comida fibrosa. Receita-se esse tipo de alimento para aqueles que sofrem de prisão de ventre. Mas e quanto aos que não tem intestino preso? Quem é responsável por um eventual efeito adverso?

Conheço uma pessoa que quando come muito alface e/ou mamão, funciona como efeito laxante. É um chamariz para cagar na calça, embora segundo essa pessoa, isso nunca tenha acontecido.

Um dia desses tal pessoa relatava que comeu um prato cheio de salada no almoço: alface crespa, cebola, tomate. Comia e deliciava-se. Só parou quando encotrou um inseto esquisito. Descreveu como um animal com tórax e cabeça como as de um inseto, porém com abdômen de lesma. Seria uma evolução de espécie? A praga perfeita?

Pois bem, voltemos ao assunto. Eu sei que essa pessoa disse que quando chegou na noite do mesmo dia, o efeito laxante já tinha dominado seu corpo. Felizmente, o pobre diabo já se encontrava em casa. Correu para a casa de força e eis que ele obteve um milagre, uma bênção. A evacuação de gases mais longa que já presenciara.

O normal, acredito eu, que uma evacuação de gases 4 segundos é considerada longa.

No relatório que eu tive dessa pessoa, era afirmado que durou 10 segundos diretos. Parece que a coisa foi tão violenta que dava para ter enchido um balão de festa de uma vez só.

Eu que não fumo, nem usando meus dois pulmões consigo tal façanha. E vejam, essa pessoa infeliz não teve nem tempo de gravar para por no youtube. Seria um sucesso.

A conclusão é que perigo de automedicação na época da web2.0 é sucesso na internet.

2 thoughts on “Perigo da automedicação

  1. Eu achei interessante a denominada “praga perfeita”.
    Pesquisarei a seu respeito.
    E queria acrescentar que esse título foi colocado exclusivamente para atrir visitantes do google. e tenho dito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.